Nossa História

3
2
1

O café Ninho da Águia

A fazenda pertence à família Gomes Monteiro a cerca de 100 anos, terceira geração.

O proprietário Aídes Gomes Monteiro foi para São Paulo ainda jovem, com 18 anos, no começo dos anos 60 para tentar fazer a vida, devida a dificuldade da região (clima muito frio). Nos anos sessenta, o café começou a ser plantado, tendo muitos problemas como geada, frio e umidade que comprometia muito a qualidade do produto final.

Em São Paulo, Aides casou com Shirlei e teve três filhos: Clayton, Gabriela e Sheyla. O nome “Ninho da Águia” foi dado em homenagem ao primo coronel da aeronáutica com quem trabalhou em São Paulo. Em 1996, o filho mais velho Clayton, fez o caminho inverso saindo de São Paulo para Alto Caparaó, para plantar café. Seu tio que é produtor de café fez uma proposta, que pareceu muito interessante dizendo “com o café você vai trabalhar seis meses e os outros seis meses ficariam de folga”, como era surfista achou a proposta ideal, ou seja, seis meses trabalhando e seis meses surfando. Já se passaram quase vinte anos e ainda não conseguiu esses seis meses de folga, mas hoje a Fazenda Ninho da Águia é uma referencia na região quando se fala em cafés de qualidade.